14 de janeiro de 2010

Diploma de jornalismo?

Um dos meus sonhos é cursar a faculdade de jornalismo e corro atrás para que esse sonho se torne realidade. Porém, quem não se lembra que não é mais obrigatório o diploma de jornalista para ser um?

 

Dias atrás, pelo Twitter, fiz uma pergunta para Ana Magal que é jornalista. Perguntei como deveria ser um currículo de uma pessoa que nunca cursou jornalismo, mas pensa um dia em ser um.

 

Ela me respondeu da seguinte maneira:

 

“Não creio que li isso! Querido Marco Damaceno, eu sou a FAVOR DO DIPLOMA DE JORNALISMO. Vai pra faculdade meu filho...”

 

Link original

 

Confesso que já esperava essa resposta, ainda mais vinda de uma jornalista. Minha pergunta foi bem ingênua, mas bastante eficiente para saber um pouco da opinião não só de Ana Magal, mas também da maioria dos jornalistas.

 

É claro que adquirir conhecimento é e sempre será bom, mas será necessário diploma para exercer a profissão de jornalista cujo a função é passar informação? Creio que muitas pessoas já o fazem sem ter um diploma de faculdade.

 

image

O que eu vejo nisso tudo é um protencionismo por parte dos jornalistas que tem receio de, num futuro a longo prazo, perderem espaço ou serem equiparados com jornalistas não diplomados. O que acho muito difícil de acontecer, afinal, possui diploma.

 

Com a não obrigatoriedade defendem que esse cargo seja ocupado somente por quem tem diploma.

 

Será mesmo que um diploma faz uma pessoa ser um profissional melhor? Quero deixar bem claro que não estou desmerecendo o diploma de ninguém, até continuo com a ideia de fazer a faculdade de jornalismo para aprender técnicas que, talvez, desconheço. Mas, como muitos já sabem, não é mais necessário.

 

Jornalismo pra mim é um dom. Claro que você pode aprender durante o decorrer da vida. É o mesmo que um violão. Tem pessoas que sabem tocar porque tiveram aulas, mas outras nunca tiveram, mas nem por isso deixam de ser violonistas. É um dom da pessoa.

 

Os jornalistas já firmados como tal é claro que vão defender o diploma, mas já está na hora de reconhecer o outro lado da moeda.

 

A minha grande vontade era a de reunir um grupo de pessoas que se reconhecem como jornalistas (com ou sem diploma) e que escrevam bem em português para montar uma rede de notícias de nível profissional, respeitável. Claro que vão surgir opiniões contrárias quanto a isso, mas e daí? Não vai ser um simples diploma que vai me impedir de realizar o que eu mais quero.

 

É difícil, mas sonhar não custa nada.

2 Comentários:

Sou blogueiro - INDICOESSE disse...

É verdade não custa nada, meu caro!!!

VAi aee..

Eu tb acho que é um pouco de pretensão dos jornalistas para que somente eles passem informação... é diferente de um meédico que realmente precisa de um conhecimento a mais... acho que claro que haverá coisas que o jornalista fará melhor... mas tipooo, jornalista é mesmo que nem músico, cineasta, fotógrafo.... ninguém dessas profissões precisa ter diploma., vc não precisa de um diploma pra ser músico, vc apenas o é se querer... é isso que difere de outras profissões como advocacia e informática! Jornalismo é arte e como arte além de ética é simplesmente saber fazer, tb acho que não precisa de diploma!!

Ótimo post!
:D

Minhas Poesias Irradiantes disse...

Parabéns por importante tema de seu post, valeu, ok

Postar um comentário

Deixe a sua opinião. Comente!