16 de maio de 2009

O triste fim do CD de áudio

No final da década de 60 nascia o que mais tarde seria chamado de “A Grande Invenção”: o CD (Compact Disc). Realmente foi, mas hoje existem outras “pequenas” grandes Invenções que torna o CD um objeto ultrapassado.

Seu auge foi na década de 90 quando as gravadoras do mundo inteiro aboliram a gravação em LP’s e K7’s para focar somente no CD. Vendia-se milhões e milhões de copias. Era comum ver uma banda ou cantor receber disco de ouro ou de platina nos programas dominicais.

Na mesma década, crescia algo que até então parecia ser inofensivo: a internet. Foi em 1998-99 que as grandes gravadoras conheceram de perto o poderio do ‘www’.  Quem não se lembra do Napster, compartilhador de arquivos de formato mp3 que foi duramente criticado no mundo todo? Foi nessa parte da história que surgiram pessoas interessadas na  nova forma para  se ganhar dinheiro.

As justiças americana e européia pegaram bastante pesado com o Napster, mas não conseguiram conter o surgimento de novos sites com a mesma idéia. Mas, ainda era pouco.

Mais tarde inventado o formato de arquivo que finalmente tirou a coroa do CD: o mp3. Dessa vez não teve jeito! Já não se via mais programas de tv anunciando a venda de 1 milhão de cópias do CD de uma banda.

A era Napter foi a que consolidou a hegemonia do formato mp3 como conhecemos hoje. Os computadores dos usuários do serviço funcionavam como servidores para outros para o download das músicas. Com isso já não se via mais programas de tv anunciando a venda de 1 milhão de cópias do CD de uma banda.

Hoje existem vários formatos além do mp3: aac, ogg, wave e outros.

Hoje as grandes gravadoras buscam alternativas para conter o prejuízo que aumenta a cada ano. Estão mais interessadas em cuidar dos shows e da aparência de um grupo do que somente vender discos.

Tô na dúvida se gravo ‘minhas’ músicas num CD ou num pendrive… CD? Pendrive não arranha, não quebra facilmente, cabe no bolso e etc…






Page copy protected against web site content infringement by Copyscape

3 Comentários:

Feufa Maciel disse...

é né... tecnologia... invenções... novidades... e assim vai! cd? que cd? hoje é tudo no pen drive, mp3, mp4, mp5, mp189798415


é, sou apaixonada por gatos... mas tbm gosto de cachorros... tenho uma fêmea! (que na verdade é da minha vó, e tá com a gente, por ela morar num apê pequeno) :p outro dia eu posto uma foto pra vc ver!

:* boa noite

coisadepretto disse...

O texto tá muito bom. Volta e meia penso em dissertar acerda disso no meu blog.

Só há uma pequena correção: o formato mp3 surgiu cerca de uns 3 anos antes do napster.

Abraço

Marco Antonio A. Damaceno disse...

Ao autor do coisadepretto,

muito obrigado pelo toque. Fiz uma pequena nova pesquisa e você tinha razão.

Foram feitas as devidas correções no texto.

Postar um comentário

Deixe a sua opinião. Comente!